Propaganda topo

Senar participa na Espanha de seminário sobre formação profissional

Imagem: Divulgação
Brasília e Madri – A diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Senar, Andréa Barbosa, participa do seminário internacional “Formação para o emprego: fator chave para o futuro do trabalho", que acontece de hoje (26) até quarta (28) em Madri, na Espanha.

O objetivo é divulgar novos métodos e tecnologias para o desenvolvimento da formação profissional e união entre os países participantes: Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Paraguai, Uruguai, México, Honduras, Guatemala, Espanha, França, Suíça e Alemanha.

O evento é organizado pela Fundação Estatal para Formação no Emprego da Espanha (FUNDAE) e pelo Serviço Público de Emprego do Governo da Espanha (SEPE), com o apoio do Centro Interamericano para o Desenvolvimento do Conhecimento na Formação Profissional da Organização Internacional do Trabalho (Cinterfor/OIT).

De acordo com a diretora do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), os debates retratam a realidade de diversos países. Um dos pontos convergentes trata da parceria entre empresas e instituições de ensino, beneficiando a formação profissional.

“O evento traz uma oportunidade única de falar sobre o que cada instituição de formação profissional está enfrentando. A inserção do jovem no mercado de trabalho e as constantes mudanças das competências requeridas”, concluiu.

Na abertura do seminário, o diretor do Cinterfor, Enrique Deibe, destacou que a formação profissional é um dos principais fatores para a criação de empregos.

“Alguns indicadores econômicos e sociais estão melhorando na América Latina, mas ainda há muitos desafios relacionados à oferta de trabalho. Percebemos que a formação de qualidade está nas mãos das empresas e instituições profissionalizantes”, destacou.

Em seu discurso, o diretor-geral do SEPE, Gerardo Gutiérrez Ardoy, falou sobre a colaboração para a aprendizagem mútua, ressaltando que o governo da Espanha pretende criar espaços de diálogo com outros países para a articulação entre formação profissional e trabalho.

A transformação da formação e do trabalho também foi um dos temas debatidos no primeiro dia do seminário. “Atualmente, 60% das crianças ainda não sabem qual será a sua profissão em um futuro próximo. Daqui a 20 anos vão desaparecer em torno de 47% dos postos de trabalho. Tudo vai afetar nossa forma de organização da sociedade. Por isso, é necessário construir uma política de conhecimento voltada para formação profissional”, declarou o presidente do Conselho Econômico Social da Espanha, Marcos Pena Pinto.

Os painéis desse primeiro dia do evento ainda abordaram a inserção das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s) como fator importante para potencializar a aprendizagem contínua.

As experiências da Europa para o desenvolvimento da formação profissional foram apresentadas no primeiro dia do evento. O presidente do Instituto Federal de Formação Profissional da Suíça, Philippe Gnaegi, declarou que 70% dos jovens participam da formação profissional no país graças à atuação conjunta de empresas e do governo.

Postar um comentário

0 Comentários