Propaganda topo

Presidente interino do STF diz que “ofender a Corte representa notório desprezo pela democracia”

Foto: Reprodução

Na abertura da sessão desta tarde, o presidente interino do Supremo, ministro Luiz Fux, saiu em defesa da Corte e do decano Celso de Mello, que tem sido atacado por apoiadores do presidente Bolsonaro após a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril.

“Faço especial menção ao nosso Decano, Ministro Celso de Mello, líder incansável desta Corte na concretização de tantos direitos e garantias fundamentais dos cidadãos brasileiros. Se hoje podemos usufruir liberdades e igualdades dos mais diversos tipos, sem nenhuma dúvida isso se deve, em grande medida, aos mais de 30 anos de judicatura do Ministro Celso de Mello neste tribunal. Sua Excelência, aguerrido defensor dos valores éticos, morais, republicanos e democráticos, é, a um só tempo, espectador e artífice da nova democracia erguida em 1988, cuja solidez é o maior legado das presentes e das futuras gerações. Por todos esses motivos, esta Corte mantém-se vigilante contra qualquer forma de agressão à instituição, na medida em que ofendê-la representa notório desprezo pela democracia”, disse Fux.

A fala ainda defendeu um Judiciário independente. O texto foi assinado também pelo presidente do STF, Dias Toffoli, que está de licença médica após procedimento cirúrgico.

Postar um comentário

0 Comentários